fbpx

BLOG MELHOR KLICK

O website que faz diferença na performance da sua incorporadora

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Existe uma certa discussão sobre em qual ano começou a nova década. Algumas pessoas falam que iniciamos uma nova década em 2020 (segundo a ISO 8601), enquanto outras, como a RAE (Real Academia Espanhola), defendem que só começa no ano de 2021.

Mas, independente da resposta, acreditamos que esse é o momento certo para você descobrir as tendências que irão reger a estrutura de qualquer website nos próximos 10 anos.

Ficou curioso? Continue lendo este artigo, nele você encontrará de forma simples, rápida e prática tudo que é necessário para o website da sua incorporadora fazer toda a diferença, seja para os clientes ou nas páginas de busca. Vamos lá?

1. SEO

Se você já trabalha com SEO, criação de sites e estratégias de marketing digital em geral, NÃO PERCA TEMPO!

A primeira tendência de SEO para esta nova década diz respeito à pesquisa por voz no Google. A busca por voz hoje em dia já representa 20% de todas as buscas, o que já é muito significativo. No entanto, a partir de 2020 o esperado é que esse número cresça para 50%. 

Isso é reflexo do comportamento dos usuários. Siri, Alexa, Google Assistente e outros assistentes de voz, caíram nas graças das pessoas e as casas estão cada vez mais conectadas à internet.

Se você quer mais tráfego para o seu site no próximo ano, precisa aprender a trabalhar com essa ferramenta. Isso significa que seu conteúdo precisa se adaptar à essa tendência.

  1. O conteúdo se torna mais importante ainda!

Se você e sua incorporadora não estão atentos às últimas mudanças do Google, este tópico é perfeito para você!

Nesta próxima década, os especialistas destacam que o conteúdo de qualidade, aquele que seja realmente esclarecedor, vai ser ainda mais importante para as estratégias de SEO.

Isso porque alterações nos algoritmos do Google como a Rank Brain e a ainda mais recente BERT, usam a inteligência artificial para identificar os melhores resultados e apresentá-los para os usuários.   

Uma forma de produzir conteúdo pensando nessas alterações e em solucionar dúvidas e questionamentos das suas personas, é focar menos nas palavras chave ao criar os textos, e mais na intenção de busca do usuário e no contexto do que está sendo abordado.

Com isso o buscador identifica seus conteúdos como úteis e tenta entregar resultados menos ambíguos e mais exatos, algo que era uma barreira para o Google antes dessas alterações.

2. Possibilidade de testes e performance

Recentemente, a Akamai, juntamente com a Forrester Consulting, realizou uma pesquisa que concluiu que 40% dos consumidores não esperam mais do que 3 segundos pelo carregamento de uma página em um site.

Mas, os dados não param por aí! Essa pesquisa também apontou que 51% das pessoas abandonam suas compras em um site devido a lentidão do sistema. Um atraso de 2 segundos no tempo de carregamento durante uma transação, resulta em taxar de abandono de até 87%

Ou seja, dados como estes são um alerta para empresas de todos os setores. Realizem o teste de performance do seu site!

2.1 O que é um teste de performance de site?

O principal objetivo do teste de performance é “ver” como um site pode lidar com o tráfego de usuário. Ao colocar uma demanda simulada, é possível analisar os pontos de interrupção e avaliar o comportamento esperado.

Resumindo, o teste de performance é usado para medir a capacidade de:

Resposta: quanto tempo o servidor demora para responder às interações do usuário com o site;

Estabilidade: se o site se mantém estável e acessível 24 horas por dia;

Escalabilidade: se o site aguenta receber mais usuários de forma repentina sem sair do ar;

Confiabilidade: se o site é seguro e passa confiança ao usuário;

Velocidade: quanto tempo o site demora para carregar as informações por completo para o usuário.

É por isso que os testes de performance de site são tão cruciais para uma estratégia de controle de qualidade completa, é desta maneira que você pode garantir que os seus clientes estejam experimentando uma navegação aceitável.

3. Não basta ter uma presença na web, seu site precisa ser de fácil atualização!

Imagine com a gente. Você cria seu site com um belo layout, tudo bem disposto e bem informado, mas algo acontece, uma informação está errada e você precisa alterá-la o quanto antes, pois isso pode prejudicar sua reputação com seus clientes.

Você conseguirá editar essa informação com facilidade? Se a resposta for não, mude isso o quanto antes! Um site de atualização rápida e fácil será ainda mais tendência para esta nova década!

Como sabemos, a informação é efêmera para milhões de pessoas e pode controlar tudo que seu site apresenta para os clientes é essencial para a imagem da sua empresa.

Que tal conhecer novas possibilidades para o site da sua empresa?

4. Usabilidade, você conhece essa palavra?

Quando navegamos em um website com total facilidade, estamos tendo contato direto com a Usabilidade, mas caso seus clientes tenham dificuldades na navegação, comece a se preocupar, seu site está sofrendo com a falta dela!

Mas o que é usabilidade? Nós vamos te explicar!

Usabilidade na web é o método que visa facilitar a utilização de uma interface pelo usuário sem perder a interação de suas funcionalidades com o sistema. Refere-se ao grau no qual o usuário consegue realizar uma tarefa.

É pensando nos usuários, nas vendas e na conquista de novos clientes, que a Usabilidade vem ganhando forças e se tornando característica fundamental para o site de sua empresa.

Em poucas palavras, o seu site precisa conhecer o perfil dos seus usuários e também as necessidades do navegador.

Se você quer saber quais tópicos serão um diferencial para seu site e a Usabilidade nesta nova década, confira alguns deles agora:

• Usar uma linguagem simples e clara;

• Títulos limpos para os links;

• Fácil Navegação;

• Estrutura do site fácil de ser entendida;

• Conteúdo Objetivo;

• Prestar atenção nas cores usadas, pois também influenciam;

• Páginas específicas para assuntos específicos (nada muito generalizado);

• Estrutura de links bem definida e de fácil memorização;

• Contato em destaque.

Finalizando este tópico, a usabilidade serve para potencializar seu site, atrair novos clientes e aumentar as vendas! Faça esse teste de usabilidade e descubra se você está sabendo lidar com seus usuários e saia na frente nesta nova década.

5. O seu site tem foco em vendas?

Essa pergunta parece simples, mas acredite, ela é muito mais do que você imagina. A cada ano que passa, a concorrência fica mais acirrada e com isso, ter um site especializado em vendas é essencial! Mas como ter esse diferencial e sair na frente dos seus concorrentes?

Para ajudar você (afinal, este é o intuito deste artigo) preparamos um checklist com algumas perguntas. Elas são bem simples, basta responder “sim” ou “não” para cada uma delas e no final, descobrir o resultado. Vamos lá?

• Seu site fala claramente o que a sua empresa oferece em termos de produtos e serviços desde a página principal?

• Ao entrar em seu site, o cliente já sabe o que deve comprar logo na página principal? Você indica os múltiplos canais de vendas que estão à disposição (atendimento online, e-mail, telefone, lista de revendas, presenças nas redes sociais, etc.)?

• Os benefícios da compra dos seus empreendimentos estão também claramente indicados na página principal? As métricas de resultado de uso dos seus produtos estão declaradas?

• Sua página principal mostra na frases de clientes falando sobre a experiência positiva que eles têm tido em adquirir um empreendimento da sua incorporadora? Essas frases são genuínas e espontâneas?

• Os casos de sucesso dos seus clientes são mostrados? Você segue um formato “situação, desafio, visão da solução e resultados quantificados”?

• Você sabe que tipos de públicos estão visitando o seu site? As imagens, os conteúdos e a linguagem no seu site os espelham?

• O seu site é educativo? Contém textos diversos sobre as características dos seus empreendimentos? É destinado para o seu público-alvo e para potenciais compradores?

• A navegação do seu site é fácil e intuitiva? Por público-alvo (verticalização)? Por tipo de necessidade? Por produto ou serviço? Seu site é eficiente, não exigindo muitos cliques para o internauta chegar até à informação desejada?

• Se a sua incorporadora for de maior porte, seu site tem uma área onde press releases são divulgados?

• O seu site permite a coleta de dados dos internautas que se cadastram para fazer downloads, receber informações ou se inscrever para cursos e palestras? Seu site envia uma confirmação para o internauta? As pessoas na sua empresa que são responsáveis pelas respostas a e-mails, formulários online e redes sociais respondem aos clientes rapidamente?

• Seu site mostra seu endereço, telefones, redes sociais e e-mails corporativos?

Quanto mais “sins” você responder, maior é o foco em vendas do seu site. Se 100% das suas respostas foram “sim”, parabéns! Você está no caminho certo. Caso contrário, revejas esses problemas e descubra onde seu site pode melhorar.

Finalizando, pontuamos neste artigo 5 tópicos que serão essenciais para o website da nova década. As mudanças vivem ocorrendo e daqui a um tempo, novas tendências podem ter sido adicionadas ou retiradas. Mas não se preocupe, caso isso ocorra, sempre estaremos aqui para manter você atualizado.

Mas, agora nossa pergunta é: seu website tem SEO, possibilidade de testes e performance, atualização fácil e rápida, usabilidade e foco em vendas?

Caso não tenha, ou você acredite que seu site está pecando em algum desses pontos, fale com nossa e esclareça suas dúvidas! (62) 99152-0364

Até a próxima! 

MANTENHA-SE ATUALIZADO

Assine nossa atualização de contéudo

Outros conteúdos

Marketing Digital

O que é Growth Hacking?

Sean Ellis é quem cunhou o termo Growth Hacking.Segundo ele a definição correta: marketing orientado a experimentos. Ou seja, encontrar oportunidades/brechas (hacks)